Pesquisar no blogue

sábado, 24 de dezembro de 2011

Preparando o Natal: rabanadas light

Não sei bem se o título é o mais correcto, pois é impossível uma rabanada ser light! Também lhes poderia chamar rabanadas-menos-prejudiciais-à-saúde, mas acho que rabanadas light soa bem melhor e dá para perceber a ideia! Eheh! :)

As principais diferenças entre as tradicionais rabanadas e estas são as seguintes:
  1. Usar leite magro em vez de gordo ou meio gordo
  2. Substituir o açúcar por adoçante
  3. Assar em vez de fritar
  4. Diminuir a quantidade de ovos a adicionar
Se fizermos as contas, de certeza que o total de calorias de uma rabanada "tradicional" será bem superior ao desta versão, daí chamar-lhe light! E atenção, não ficam nada atrás em termos de sabor, a não ser a sensação gordurosa das frituras que, neste caso, desaparece!

Ingredientes:
  • 1 pão para rabanadas
  • 1l de leite
  • 1 casca de limão
  • 1 pau de canela
  • 3 ovos batidos
  • 300g de açúcar/adoçante

Preparação:

Ferver o leite com a casca de limão e o pau de canela. Tirar do lume e juntar os ovos misturados com um pouquinho de leite frio. Adicionar o açúcar/adoçante.
Partir o pão em fatias, dispor as fatias num tabuleiro e deitar a mistura do leite por cima.
Deixar ficar assim algumas horas ou durante a noite.


Pré-aquecer o forno a 200ºC.
Levar a assar num tabuleiro revestido com papel vegetal ou ligeiramente untado com manteiga (magra) até as rabanadas ficarem douradas. 
Retirar do forno, virar as rabanadas ao contrário e levar a assar novamente até ficarem douradas deste lado. Em alternativa, em vez de virar as rabanadas, também se pode colocar o tabuleiro na posição mais baixa do forno em que o calor vai assar o fundo das rabanadas. Eu tenho optado por este método e tem resultado muito bem, ficam perfeitinhas! :)

Podem ser servidas com uma calda de mel, vinho do Porto e canela (no caso das rabanadas da imagem, também juntei umas uvas-passas à calda).




Sem comentários :