Pesquisar no blogue

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Cafeína

Não, não vou falar sobre o estimulante presente no café (e outras bebidas) mas sim do restaurante Cafeína, no Porto.


Este restaurante, situado na Foz, já era meu conhecido desde há uns valentes anos atrás, mas nuncam mais se tinha proporcionado o meu regresso, apesar de ser um local que me agrada bastante. Talvez devido à generosa oferta de bons restaurante que agora temos nesta cidade, aliada a um vontade de os querer experimentar a todos, acabei por só agora lá regressar.

Depois de muitos anos, o restaurante continua igual, o que normalmente é uma critica negativa, mas nada disso, bem pelo contrário! A decoração continua em tons escuros nas suas paredes e madeiras, com candeeiros de luz indireta a atribuir ao espaço um toque acolhedor e intimista. O atendimento é simpático e eficaz, com a inovação de haver uma engenhoca por cada mesa, em que se clica num botão para chamar o empregado de mesa, noutro para pedir a conta e noutro para cancelar. Também outra novidade é a carta de vinhos, que além de ser bem repleta, é num iPad! Assim, ao selecionar um vinho podemos ler todo o tipo de informação relativa a ele. A música, calma, é de muito bom gosto e apenas se dá por ela nos momentos mais silenciosos (raros!).

Os pratos mantêm-se também os mesmos, e todos eles com descrições de criar água na boca. Para entrada, escolhemos os crocantes de sapateira com ovos de codorniz, seguida do prato principal: bacalhau à Dilma, escolhido por mim, e o tornedó Wellington (para o F.). O prato de bacalhau é assim dedicado à atual presidente do Brasil, que uma vez fez escala de avião no Porto, aproveitando o intervalo de poucas horas para ir almoçar ao Cafeína, tendo escolhido esse prato. Desde então a denominação do prato de bacalhau com alho, grelos e broa, passou a ser dedicado a essa figura publica. A comida estava divinal, tal como nas minhas longínquas recordações, com o toque gourmet esperado num local como este.

Bacalhau à Dilma.


Tornedó Wellington.

Para sobremesa, como não podia deixar de ser, escolhemos o fantástico-delicioso-fabuloso-extraordinário bolo de chocolate amanteigado, que é para mim o melhor bolo de chocolate do mundo (ao contrário de outros que têm essa denignação). Partilhamos uma fatia, que deve ultrapassar em calorias o resto da refeição! Quando me lembrei de tirar uma foto, já não restava nem uma migalhinha no prato... Mas de facto, todas as outras sobremesas são divinais, não ficando atrás do bolo de chocolate. O ideal é ir lá muitas vezes para conseguir prová-las a todas! :) Para quem quiser experimentar, pode ir lá apenas tomar uma bebida e comer uma fatia de bolo, depois de almoço ou a meio da tarde, pois vale bem a pena!

Outra curiosidade... Quando chegamos, apesar de termos mesa reservada, tivemos de esperar um pouco pois o restaurante estava repleto de ... espanhóis e franceses! Algo me diz que o facto do Cafeína ter recebido o Certificado de Excelência 2012 do Triadvisor deve ter contribuído para isso.

Na hora de pagar é que a coisa custa mais um bocado... Mas graças ao voucher "2 por 1 Deluxe"da TimeOut, tudo se torna muito mais fácil no momento de abrir a carteira. :)

É bom ver que com o passar do tempo há coisas que não mudam, quando são excelentes!

2 comentários :

Silvia disse...

Que saudades!!!

Lisa disse...

Podes crer, belos jantares lá tivemos =)
Continua igual.