Pesquisar no blogue

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Quando for grande quero... ter uma cozinha igual à de Miss Dahl!

Se forem espectadores assíduos da Sic Mulher (como eu) já devem ter visto um ou outro episódio de “The Delicious Miss Dahl”. Ora bem, Sophie Dahl não é uma austera chef que quase que nos bate através do ecrã da TV nem uma avozinha da cozinha que nos ensina a fazer comida com restos de cascas de batata, é uma ex-modelo (sim! a ultima pessoa que esperaria ver numa cozinha!), britânica, que se dedica actualmente a escrever sobre culinária. Na sua dedicação a este mundo, fez este programa de televisão onde nos apresenta de uma forma quase… como dizer … esotérica, como se preparam certos pratos, associados a um estado de espírito (p. ex., melancolia, romance, etc.). Há quem diga que não passa de uma “Nigella-wanna-be”, de uma imitação reles da verdadeira sedutora culinária que é Nigella Lawson (outra personagem pela qual me perco a ver televisão), mas isso não me interessa, porque eu viajo durante os 20 minutos que dura cada episodio para uma Inglaterra bucólica, recheada de sabor e tranquilidade. Ok, estou a esquecer-me por uns momentos dos tumultos em Londres, Manchester e outras cidades inglesas… LOL.
Aqui fica um episódio para quem nunca viu:

Mas aquilo que me tem deixado realmente apaixonada é… a COZINHA de Miss Dahl! Ou melhor, a cozinha onde ela grava o programa, pois segundo li algures aquela casa é alugada pelo verdadeiro dono para sessões fotográficas, cenários de filmes e programas de televisão, incluindo o de Dahl. Pormenores à parte, a verdade é que eu quero ter uma igual! Sem tirar nem pôr, é a cozinha perfeita! O espírito campestre, a simplicidade de cores, a funcionalidade, o ar usado e antigo, a loiça vintage de me fazer sonhar com aquele prato, aquela taça ou mesmo o armario:
A verdade é que também temos uma espécie de... versão (?) portuguesa: “Dias com Mafalda” com Mafalda Pinto Leite. Quer se goste ou não (e nem eu própria sei se gosto ou não), pode-se dizer que a decoração da cozinha segue a mesma linha, apesar de dizerem que esta pertence mesmo à apresentadora do programa em questão. Mas o melhor exemplo do velho slogan “O que é nacional é bom” é usarem, nesta versão tuga, as maravilhosas loiças Bordallo Pinheiro. Desculpem, mas quem não se lembra de ver em casa da avó ou daquela velha tia, o famoso conjunto de loiça a imitar uma couve?! Pois é, parece que isso está outra vez na moda, por incrível que pareça. Mas tenho de admitir que me perco com as loiças mais simples desta marca: os pratos em cores pastel, a travessa em forma de peixe, a terrina em forma de tomate, enfim… uma perdição!


Para verem o resto da casa, que tambem é deliciosa, cliquem aqui.
Uffa, nem eu sabia que tinha tanto para dizer sobre uma simples divisão da casa! Mas dizem os entendidos que é o coração do lar… =)

1 comentário :

Silvia disse...

Concordo plenamente contigo. A cozinha e linda de morrer!